Mineração Bitcoin - Parte 3


A recompensa da mineração é paga ao minerador que descobre a solução do problema matemático primeiro. Claro que a probabilidade de um participante ser o primeiro a descobrir a solução é igual à sua representatividade no universo total. Mineradores com um pequeno percentual de poder de mineração têm uma probabilidade muito baixa de descobrirem o próximo bloco sozinhos.

Isto significa que alguns mineradores podem nunca recuperar o seu investimento em hardware e em energia elétrica. O consumo de energia elétrica é realmente muito alto e é por isso que na América Latina, o Paraguai e a Venezuela são os países onde estão instalados mais computadores de mineração, pois o preço da energia elétrica é mais baixo nesses países.

Uma das formas de ultrapassar este problema foi a criação de grupos organizados de mineradores que trabalhando juntos e juntando os recursos aumentam a probabilidade de receberem novos Bitcoins. Algumas empresas vendem

pacotes de mineração de investimento muito baixo ao público em geral, normalmente com taxas de retorno muito interessantes.

É no entanto necessário ter muito cuidado com estes investimentos pois não é possível garantir o retorno. Algumas empresas mais não fazem que utilizar esquemas de pirâmide, pagando aos antigos investidores com o dinheiro dos novos investidores. Antes de decidir colocar dinheiro nestas empresas deverá consultar as estatísticas oficiais dos mineradores em Blockchain.info

Poderá encontrar ligações a algumas dessas empresas na nossa página ligações com a informação que conseguimos recolher sobre elas. No entanto é muito importante que pesquise com muita atenção cada empresa antes de fazer qualquer investimento.

Cada vez mais computadores estão dedicados à mineração e cada vez mais os problemas matemáticos são difíceis de resolver, consumindo mais hardware e energia elétrica. É uma verdadeira corrida contra o tempo o que lembra mesmo os tempos da corrida ao ouro.

#mineração #Blockchain

0 visualização