Bitcoin Vai Mudar O Mundo - Parte 2


Sabia que no Brasil existem mais pessoas com acesso a internet, do que com conta no banco?

Se não sabia acredite

que é verdade. Cerca de metade da população Brasileira não tem conta bancária. Mas cerca de 80% tem acesso a internet, sendo que a maioria através do celular.

Isto significa que para a maior parte das pessoas fica mais fácil utilizar as moedas digitais como meio de pagamento do que o serviço de banco. E isto não é só no Brasil. Em muitos países do mundo principalmente aqueles com economias mais frágeis isto é bem comum.

Seja em comunidades do interior do Brasil, ou no Sri Lanka ou em tantos outros lugares, muitas pessoas sofrem por não ter acesso á infraestrutura bancária ou crédito. As moedas digitais oferecem muitas oportunidades a estas pessoas, comunidades ou países. Esta tecnologia tem o potencial de ajudar, reduzindo os altos custos de envio de dinheiro, dar acesso a instituições financeiras, combater a inflação e talvez até ajudar a combater a corrupção.

É bastante comum as economias em desenvolvimento terem muitos deslocados em países mais desenvolvidos, que enviam dinheiro para suas famílias nos países de origem. Na verdade em 2016 devem ter sido remetidos 30 biliões de dólares, classificados em remessas de emigrantes. Já imaginou as comissões em transferências, taxas de câmbio e outros impostos que os bancos, governos e tantos outros intermediários retiveram pelo caminho?

Com as moedas digitais, qualquer pessoa pode de outro País, enviar a alguém no Brasil e a pessoa aqui só tem de fazer o levantamento em Reais. Parece maravilhoso, certo?

Cerca de 2 biliões de pessoas no mundo não têm acesso a serviços bancários e financeiros. Bitcoin e outras moedas digitais são uma forma simples de resolver este problema. Com um acesso de internet, qualquer pessoa pode criar e aceder a uma carteira digital. Em 2020, 70% da população do mundo deverá ter um smartphone e todas elas terão acesso ao sistema financeiro através de Bitcoin.

Imagine aqueles países de alta inflação como o Zimbabué, ou aqui bem perto a Argentina, onde as pessoas não confiam na estabilidade da moeda nacional. Frequentemente convertem as moedas para USD perdendo muito nessas conversões. O Bitcoin vai ajudar a resolver isso também. Aliás, sabia que o Vietnã, a Argentina e a Venezuela são dos países onde mais cresce o Bitcoin? Exatamente pela desconfiança que as suas populações têm na moeda local.

#Bitcoin #Paradigma

0 visualização

CNPJ: 37.932.004/0001-18

Rua Conceição, 233, sala 916. Centro.

Campinas, São Paulo - Brasil

contato@aprendersobrebitcoin.com