Cripto glossário: os termos mais usados e seus significados


Você está entrando para o lado das criptomoedas agora e está perdido em meio à tantos nomes, gírias, memes e jargões? Então confira nosso cripto glossário dos termos e expressões mais comuns em relação à investimentos e moedas virtuais.

Addy: endereço de uma carteira de criptomoeda;

Altcoin: as altcoins são outras criptomoedas similares ao Bitcoin, como: Litecoin, Ethereum, IOTA, NEO, etc;

AML: em inglês, significa “Anti lavagem de dinheiro”. São várias medidas que as exchanges, bolsas, corretoras e mercados tomam para evitar a lavagem de dinheiro. Um exemplo é o da Bitcointrade - que falamos dela aqui neste post - Só aceita receber dinheiro de contas de mesma titularidade;

Blockchain: veja aqui o que é Blockchain;

ATH: All Time High - quando o preço de uma criptomoeda bate seu record mais alto;

BagHolder: este é o guarda saco. É aquele que ficou mantendo (ou hodling - veja mais abaixo o que é HODL) por muito tempo uma moeda virtual específica. Infelizmente, segurou por tempo demais e perdeu a oportunidade de ganhar dinheiro;

Bear: do inglês, significa “Urso”. O “Bear” é aquele investidor que crê na queda do preço da criptomoeda à qualquer momento. Com isso, o Bear vende seus ativos antes que desvalorizem demais. Quando dizemos que um mercado é “Bearish”, significa que naquele momento há mais ordens de venda do que de compra;

Block Explorer: também conhecido como Blockchain Browser, permite verificar todas as transações endereços, blocos e qualquer informação de uma Blockchain de uma criptomoeda específica. Dou 2 exemplos: o Blockchain.info e o Blocktrail;

Bloco Genesis: esta é apenas uma curiosidade para você: o primeiro bloco da Blockchain do Bitcoin, minerado pelo criador Satoshi Nakamoto é o Bloco Genesis. Ele contém entre suas informações, a mensagem: “The Times 03/Jan/2009 Chancellor on brink of second bailout for banks”. Esta é uma manchete publicada no jornal The Times no dia 3/1/09. Talvez esta tenha sido uma forma de provar que aquele bloco havia sido minerado naquele dia;

Bull: do inglês, significa “Touro” e é exatamente o contrário do “Bear”. O bull é o investidor que crê na evolução do preço da criptomoeda. Esse usuário aposta comprar a moeda na baixa para fazer lucro quando o valor subir. O mercado Bullish é o que tem mais ordens de compra do que de venda;

Escrow: o escrow é um terceiro que realiza uma negociação. Por exemplo: você quer comprar 10 Bitcoins, em Reais, do seu vizinho. Mas vocês não confiam um no outro para pagar e ficar sem seu retorno. Então você me dá o R$ para os 10 Bitcoins e o seu vizinho me dá os 10 Bitcoins. Assim eu te dou o que comprou, que são as criptomoedas e o pagamento em reais para seu vizinho. Desta forma, eu fiz o escrow para vocês!;

Choyna: um jeito errado de se falar “China”. É uma gozação com o nome do país, que tem se tornado cada vez mais influente e presente no mundo cripto;

Exchange: onde você troca criptomoedas por outras ou por dinheiro fiat;

Fiat: é o dinheiro fiduciário, ou seja, aquele que não é cripto, como o Real, Dólar, Euro, Iene, etc;

FOMO: Fear of missing out - que é o medo de perder uma oportunidade que pudesse gerar lucro;

Fork: veja o que é um Fork neste post;

FUD: Fear, Uncertainty e Doubt, que significam do inglês: medo, incerteza e dúvida referentes à uma determinada situação;

HODL: o HODL é um meme. O correto seria Hold - de “segurar”, do inglês - que é quando você mantém seus ativos, mesmo na baixa de preço, pois acredita que será valorizado mais pra frente. Acontece que em 2013, o Bitcoin teve uma baixa e em um dos fóruns mais conhecidos de criptomoeda, o BitcoinTalk, um usuário bêbado deixou uma mensagem engraçada.

Na mensagem ele conta que mesmo com a baixa do preço do Bitcoin, ele continuaria mantendo suas moedas - ou seja, “holding” as moedas, fazendo o papel de “holder”.

Entretanto, ele escreveu o título do tópico errado (acredito que tenha sido pela euforia ou por estar bêbado): ao invés de escrever “I AM HOLDING”, ele escreveu “I AM HODLING”.

Isso fez com que os demais membros caíssem na risada, criando um novo meme para o mundo cripto. E mais: foi assim que todo mundo começou a falar “hodl” e não “hold”.

KYC: essa aqui é muito usada quando você vai comprar criptomoedas usando moeda Fiat! É o Know Your Costumer, que significa “Conheça seu cliente”. É uma norma para as exchanges que querem trabalhar com dinheiro fiduciário e criptomoeda. Fazendo isso, elas precisam do KYC, que é exigir a famosa verificação de conta dos usuários: enviar documento de identidade, comprovante de residência, dados bancários, etc.;

Liquidez: facilidade de comprar ou vender um ativo, mesmo em montantes enormes;

MicroBit - uBTC: 0,000001 BTC;

MiliBit - mBTC: 0,001 BTC;

Minerar, minerador, mineração - veja este artigo onde explico tudo sobre mineração;

Nó, Nodes - tem tudo a ver com a Blockchain e a rede Peer-to-peer. Leia aqui o que é Blockchain;

Pool: como a mineração tem se tornado cada vez mais competitiva e consequentemente, mais difícil, a pool (do inglês, Piscina) é um local onde vários mineradores se juntam para minerar um bloco e então, dividir a recompensa entre eles;

Rekt: não queira ser um Rekt. Sério! Vou falar mais uma vez: não queira ser um Rekt! O Rekt é uma palavra em inglês escrito com erros de ortografia - o correto seria “Wrecked”, que significa “Naufragado/ náufrago”. É o investidor que perdeu tudo com a queda de um preço, arruinando seu patrimônio;

Satoshi: Menor divisão de um Bitcoin = 0,00000001 BTC. Quando alguém fala que tem 10 Satoshis, significa que possui 0,00000010 BTC;

Scam ou scamcoin: é um golpe para prejudicar os usuários e dar dinheiro à quem cria este programa malicioso;

To the Moon: Ah! Eu adoro este! Inclusive, tenho um grupo de investimentos chamado To The Moon. É um serviço que presto indicando oportunidades promissoras de investimento. Se você quiser saber mais, clique aqui ou na imagem abaixo.

Agora, falando sobre o significado desta expressão - que também pode ser encontrada como “To da moon” - a tradução é: “Para a lua”. É quase igual ao que o Buzz Light Year fala em Toy Story: “Ao infinito e além”.

O To the Moon é referente a um crescimento explosivo do valor de uma criptomoeda em particular, somado à crença poderosíssima de que essa evolução vai continuar até a lua! Então se você preferir uma alternativa para a expressão "To the Moon" sem ser a do Buzz Light Year, use o SuperMan: “Para o alto e avante!”;

Vanity Adress: ou endereço Vanity. É uma endereço customizado usando o Vanitygen. Por exemplo: 1PeDrO0aPrEnDeRsObRe1BiTcOiN09euW124.

Volatilidade: movimentos dos preços de um ativo. Se o valor do ativo sobe e desce com muita frequência, às vezes até de diferenças de preço grandes, diz-se que o ativo tem alta volatilidade;

Whale: do inglês, significa “Baleia”. Este termo se refere à investidores que possui uma conta bem, bem gorda de ativos - mais que os investidores normais. Se o Whale acredita que o preço da criptomoeda vai cair, ele é um Bear também! Então é chamado de BearWhale. Se ele acredita que o preço vai aumentar, então é chamado de BullishWhale;

XBT: Código ISO 4217 não oficial para representar a unidade monetária do bitcoin.

Agora que você já está por dentro do vocabulário cripto, então junte-se a nós no nosso grupo do Telegram.

#Curioso #Crypto #Cryptomoedas

0 visualização

CNPJ: 37.932.004/0001-18

Rua Conceição, 233, sala 916. Centro.

Campinas, São Paulo - Brasil

contato@aprendersobrebitcoin.com