A tecnologia por trás da IOTA: entenda o que é Tangle


O que é Tangle?

Se você leu o artigo “O que é IOTA?”, com certeza me viu falar sobre a tecnologia Tangle. A moeda IOTA está para Tangle assim como Bitcoin está para a Blockchain, ou seja, ambas são criptomoedas, mas de tecnologias diferentes e funcionalidade mais diferente ainda!

Antes de continuar a leitura deste artigo, sugiro a leitura do que é a Blockchain, pois vamos falar bastante dela em comparação à Tangle!

Há quem diga que a rede Ethereum é a segunda geração da Blockchain. E se a Ethereum é a segunda geração, a IOTA é a terceira, só que não utilizando a Blockchain e sim inovando-a.

“Nossa, Pedro, que enrolação! Explica logo!”

Calma, calma! Pra aprender sobre a Blockchain, você precisou abstrair e “pensar fora da caixa”, não foi? Imagina então para entender a Tangle que não tem blocos e que idealiza um futuro perfeito, cheia de promessas?

Mas vale muito a pena aprender sobre e até mesmo pensar em investir nessa moeda, pois enquanto você tá aí se fechando a essa nova tecnologia, empresas como a Microsoft, Fujitsu, Samsung e Bosch estão trabalhando para criar uma rede robusta para a Internet das Coisas.

Estrutura da Tangle

A Tangle não é uma cadeia de blocos lineares que vão se desenvolvendo em uma única direção, como se fosse uma corrente ligada elo a elo ou folhas de um livro caixa que são preenchidas linha por linha. A Blockchain, sim.

A rede Tangle, visivelmente é um pouco mais bagunçada, pois se baseia em um gráfico acíclico direto (DAG), podendo evoluir em muitos locais ao mesmo tempo, como um emaranhado de nodes.

“Ué, mas eu li lá naquele artigo sobre o que é Blockchain, que todas as transações devem ser validadas pelos mineradores nos blocos. Se a Tangle não tem blocos, como as transações são validadas?”

Tá, pra falarmos sobre isso, leia primeiro o que é mineração, pois farei algumas comparações.

Tecnologia Tangle e a Mineração

Os mineradores servem para validar as transações. Mas não pense você que as validações na rede só podem acontecer através de mineração! Na verdade, na rede Tangle, as validações são feitas por todo mundo, cada usuário da rede. Isso porque cada transação que você executa, valida automaticamente outras duas.

E acredite: isso é maravilhoso para evitar sabe o quê?

As taxas de mineração!

Isso mesmo, querido leitor! A gente vive falando que o Bitcoin é uma maravilha por ser descentralizado e gratuito. Mas sabemos que existem diversas taxas de mineração e na maioria dos casos, se você paga caro, sua transação é mais rápida. Se você paga o mínimo, a validação pode demorar dias ou nunca ser executada. E a ideia da Blockchain era mesmo ser descentralizada, mas hoje, a mineração tem se tornado cada vez mais competitiva. A tecnologia continua a mesma, mas ganha quem tem o melhor supercomputador (e isso requer uma fortuna!), além do conhecimento técnico para montar e programar uma mineradora.

Na Tangle, você mesmo valida duas transações anteriores quando executa uma. E é claro que você recebe recompensa por isso: não uma moeda IOTA, mas a ausência de taxas nas transações.

Como a IOTA foi desenvolvida com foco principal na Internet das Coisas, sua rede deve ser leve o suficiente para ser suportada nas menores coisas que acessam a Internet, como tablets, celulares, carros, geladeiras, ar-condicionado, relógio, etc. Consequentemente, cada usuário consegue pagar sua própria transação com a sua "coisa" que acessa a Internet.

Mas como a Tangle funciona?

Você sabe o que é um gráfico direto? É um monte de quadradinho que se liga um no outro através de flechas. Quando eu falei do DAG, era a isso que eu me referia: um gráfico direto.

Na rede Tangle, cada quadradinho desse é uma transação. Quando uma nova transação é inserida na rede, ela escolhe automaticamente e randomicamente, dois outros quadrados para se conectar, validando aquelas transações. Por exemplo: na imagem acima, a transação 5 valida as transações 2 e 3. É como se o quadrado 5 falasse: "A pessoa 2 deu 5 IOTAs para a pessoa 3!".

Mas e a transação 6 que não foi validada ainda?

Ela se chama tip. Toda transação não validada ainda, se chama tip. Sempre haverá pelo menos uma tip na rede e só será validada quando outra tip "se conectar" a ela + uma. Esta é a estratégia desta tecnologia, que a torna única, além de dar seu nome: TANGLE, pois é um verdadeiro triângulo ligado à outro.

Aqui está uma ferramenta onde você consegue entender exatamente como a Tangle funciona, através de uma simulação visual. Divirta-se: Iota Visualization.

POSITIVOS DA TANGLE

  • A IoT é inevitável, pois já estamos nesta evolução. Você tem ou conhece alguém que tem um smartwhatch, smartTV ou até mesmo geladeiras com acesso à Internet;

  • Empresas gigantes estão trabalhando para a evolução da IOTA, dando credibilidade à tecnologia;

  • Tem conquistado seu espaço no mercado e hoje está presente em bolsas famosas;

  • Está entre as TOP 10 criptomoedas.

NEGATIVOS DA TANGLE

  • Como a rede ainda está em desenvolvimento e não é gigante como uma Blockchain, existe um coordenador que acaba centralizando as transações, pois não há usuários o suficiente para uma rede que seja veloz e descentralizada como a Tangle foi desenhada para ser;

  • Tecnologia ainda em sua forma beta;

  • Foi desenhada para a IoT e o mundo onde será implementada e as IOTAs serão completamente necessárias ainda vai demorar um pouco.

E você, gostou dessa tecnologia? Você é mais à favor da Blockchain ou Tangle? Conte-nos no nosso grupo do Telegram o que você achou e se você acha válido comprar IOTAs como investimento pela sua possível valorização no mercado ou para utilizar na IoT.

#IOTA

473 visualizações

Escolha a forma de pagamento mais conveniente e clique no botão.