O que é e como fazer um whitepaper de criptomoeda


Depois de contar a vocês um pouco sobre como lançar uma ICO, ou como criar uma moeda na Waves, ou na rede Ethereum, hoje vou falar um pouquinho sobre o whitepaper:

  • O que é;

  • Para que serve;

  • Que informações tem nele;

  • E com tudo isso, você aprenderá a escrever seu próprio white paper.

O que é um White paper?

O White paper é um documento importantíssimo para qualquer criptomoeda, pois nele há diversas informações comerciais, financeiras e tecnológicas sobre o ativo que a empresa está criando. Geralmente, está pronto antes do lançamento de uma ICO, justamente para que as pessoas se inclinem a participar do projeto.

E mesmo que a moeda já esteja em circulação, você pode fazer uma análise fundamental usando este documento, que é publico e acessível a todos.

Para que serve um White paper?

Primeiro, vamos falar sobre a ICO. Se você não sabe o que é uma ICO, para entender o que vou dizer aqui, sugiro que você leia este artigo: Entendendo token, ICO e criptomoeda.

A ICO é lançada por uma pessoa, grupo ou empresa, para arrecadar fundos para um projeto. Em outras palavras, você vai pedir dinheiro para fazer seu negócio sair do papel.

Vamos dar o exemplo da Howdoo, que é uma ICO que está rolando e já falei bastante dela nos artigos: "Uma rede social em Blockchain? Conheça a Howdoo!" e "Tudo o que você precisa saber sobre a whitelist da Howdoo". Então vocês já estão bem familiarizados com esta plataforma.

A Howdoo planejou fazer uma rede social baseada em Blockchain. Só que para fazer um negócio bem feito, existem custos. Tem que pagar energia elétrica, programadores, taxas, designers, engenheiros e todos os outros recursos materiais e humanos demandados, assim como qualquer projeto. E como é que você sai do nada, sem um centavo no bolso, pra fazer uma plataforma bacana, hein, caro leitor?

A resposta é: lança uma ICO! Que é onde gente com algum dinheiro irá investir no seu projeto.

Porém... é preciso convencer as pessoas a fazerem esse investimento. E como vocês são bem inteligentes, já perceberam que é tudo através da Internet. O Whitepaper vai explicar tudo o que os investidores precisam saber para decidirem se vão ou não colocar recursos financeiros na sua ideia. Claro que a página na Internet, por exemplo a da Howdoo, oferece bastante informação, mas como aquilo tudo vai ser executado, é no Whitepaper.

Este documento também pode conter regras da rede que está sendo criada, detalhamento de sua tecnologia, regulamentos e etc, enfim, tudo o que seja relevante e que precisa estar escrito de forma clara, pra todos entenderem e se convencerem de participar da ICO.

Que informações tem em um Whitepaper?

Ah! Tem informação pra caramba! Pra você ter noção, os whitepapers costumam ter pelo menos umas 20 páginas! Só que cada projeto é diferente um do outro, então vou dar um exemplo bem geral de itens que você pode (ou não) encontrar em outras whitepapers. Para isso, usarei o documento oficial da Howdoo, que por enquanto, está escrito apenas em inglês.

Introdução – dá uma breve explicação sobre o projeto. Tem que ser bem sucinto, apenas informações relevantes, só que sem deixar o texto pesado. Aqui, de duas uma: ou seu investidor para de ler, ou ele irá se interessar e prosseguir a leitura.

Propósito – em seu Whitepaper, a Howdoo colocou os diferenciais de sua rede social, sua estratégia e perspectivas para o futuro.

Token – para conseguir dinheiro para o projeto, você precisará garantir algo aos investidores, que no caso, serão os tokens. Os tokens devem ter uma inteligência dentro deles, uma utilidade para algo e um whitepaper deve apresentar isso. É nesta fase em que dizemos: “Querido investidor, eu vou te dizer agora o porquê você deve comprar meu token!”.

A empresa - informações sobre a empresa são importantíssimas! O investidor tem que acreditar que sua ICO não é uma fraude. Já estar com a empresa aberta e com um time com pessoas que são do ramo de atuação, cada um com sua função. Eu falo bastante sobre isso no artigo: Como analisar se uma ICO vale a pena. Além disso, no Whitepaper deve haver um detalhamento sobre como o sistema será mantido, como a receita será distribuída, etc.

Ecossistema – é a parte mais bruta. É aqui onde você vai apresentar tudo o que sua plataforma vai oferecer. Nesta parte, a Howdoo colocou suas características e diferenciais como rede social:

  • Comunidades autônomas da Howdoo;

  • Prova de contribuição - a prova de contribuição é como se fosse a mineração da rede. Só que ao invés de utilizar supercomputadores que fazem cálculos, a validação dos dados ocorre através da prova de contribuição. Ainda falarei sobre isso em outro artigo;

  • Aplicativo de mensagens instantâneas que a Howdoo irá disponibilizar;

  • O método de moderação da rede social será de forma democrática;

  • Benefícios para anunciantes e para quem assiste os anúncios;

  • Empoderamento de comunidades e anunciantes;

  • Transações e transferências que acontecerão na rede.

Operadores da rede - é preciso descrever quem poderá operar a rede e que tipo de atividades esses usuários irão desenvolver.

Crescimento - se o whitepaper de um projeto dá a informação do que a empresa espera para o futuro, então eles precisam dizer como isso será executado através de sua estratégia de crescimento, incentivos, etc.

Aspectos técnicos - aqui entra toda a parte da tecnologia e ciência da rede, do token e a infraestrutura do projeto. Talvez seja a parte mais difícil de entender e por isso, é preciso colocar informações técnicas, só que de forma acertiva.

Time - conforme falado acima, é sempre importante saber quem está por trás de todo projeto.

E aí você pode colocar os links para redes sociais, patrocinadores (se houver) e todas as outras coisas que sejam relevantes para o projeto. Um whitepaper é basicamente isso, com essas informações. Uns podem ter coisas a menos ou coisas a mais, pois não há um padrão sobre como escrever este documento. Atualmente, a maioria está disponível em inglês. Veja o menu de outro whitepaper (também em inglês), da X8 Currency, que fiz um artigo sobre a ICO aqui. Observe como os elementos são parecidos, pois são essas informações que devem constar em um whitepaper:

Veja um outro whitepaper, só que em português. É de um projeto chamado Lunes.

Tem também whitepaper em outros modelos, com texto corrido também. Você quem decide o design do seu whitepaper, lembrando que ele deve despertar confiança em seus investidores. O modelo abaixo é da criptomoeda Nano.

E claro, eu não poderia deixar de mencionar o whitepaper do Bitcoin, que por mais que tenha sido criado por uma pessoa ou grupo que não existem, se você procurar pelo documento, ele será parecido com isso:

Você costuma ler o whitepaper das moedas que deseja investir? Você acha que é um documento importante? Venha contar sua opinião no nosso grupo do Telegram. Estamos sempre discutindo diversos assuntos relacionados a criptomoedas. Junte-se a nós clicando aqui ou na imagem abaixo! ;)

#ICOs

0 visualização