Estônia: aposta e implementação na tecnologia Blockchain em seu próprio governo


Leitores, confesso que quando fiquei sabendo sobre esse projeto, fiquei empolgado! São projetos assim que acendem uma chama no coração de quem é apaixonado pela tecnologia trazida pelas criptomoedas. E são projetos assim que nos provam o quanto a blockchain pode nos oferecer e ajudar no desenvolvimento das civilizações. Você não deve estar entendendo nada, né? Então vou te falar de um pequeno país da Europa: a Estônia, ou melhor, sobre a e-Estonia.

A Estônia está apostando de verdade na tecnologia blockchain, por isso, você deveria ler o artigo “O que é Blockchain” para entender tudo o que será falado aqui. Acontece que foi lançado um serviço chamado e-Residency, que permite qualquer pessoa conseguir uma identidade digital dentro da União Europeia. “Ah! Pedro, você tá zoando com a nossa cara né?” Não, não, é sério gente! Acompanha aqui comigo.

O que é o e-Residency?

O e-Residency é uma identidade digital emitida pelo governo da Estônia, que permite a seus detentores, criarem e administrarem uma empresa global na União Europeia, tudo feito de forma online - inclusive a empresa. Sendo um e-residente, você ainda pode se reunir a uma rede mundial de empreendedores e acessar muito serviços eletrônicos que ajudaram a desenvolver a República da Estônia.

Entretanto… seu e-Residency só pode ser utilizado no ecossistema virtual, não sendo válido como uma forma de identificação fora da Internet. E mesmo que o e-Residency seja fornecido pelo governo e ser bastante parecido com o documento dos cidadãos da Estônia, não lhes confere os mesmos direitos como cidadão, ou direito de residência, taxas de residência, nem o direito de entrar fisicamente na Estônia ou União Europeia. Também tome cuidado ao achar que seu e-Residency sirva como documento de identificação quando estiver viajando, pois não serve. Este serviço é para ser utilizado apenas de forma eletrônica, a fim de viabilizar o desenvolvimento de empresas e explorar os benefícios da tecnologia blockchain.

Mas como o e-Residency se tornou possível?

Ora, através dela: da blockchain, que é a maneira mais fácil de manter qualquer dado seguro e imutável. Estamos falando de uma nação virtual, que através do e-Residency, já possui mais de 33 mil adeptos, de 154 países diferentes e que já montaram mais de 5 mil empresas através dos serviços eletrônicos da Estônia. E digo mais: para abrir uma empresa neste país virtual, leva apenas 18 minutos!

Mas devemos ter em mente que tudo o que é online, tudo o que está na Internet, não está seguro, pois os ataques virtuais acontecem a todo momento - e inclusive, é por isso que sempre digo para anotar as sementes de suas wallets e senhas em um papel e não em bloco de notas eletrônico ou na nuvem. Agora… imaginem uma sociedade inteira na Internet! Qual foi a melhor solução para garantir a segurança? Blockchain.

Mas não foi assim do nada. Em 2007, a Estônia passou por alguns ataques cibernéticos e após esta experiência, eles perceberam que precisavam de algo mais forte. Foi então que muito se estudou até desenvolver sua blockchain para manter a integridade dos dados do governo armazenados e protegê-los contra ameaças internas. O sucesso foi tanto que a Estônia foi sede do Centro de Excelência em Defesa Cibernética Cooperativa da OTAN e da Agência Europeia de TI.

KSI Blockchain

O KSI é uma tecnologia blockchain criada e desenvolvida pelos criptógrafos da Estônia, usada globalmente para evitar que redes, sistemas e dados sejam comprometidos. Tudo isso ganhando a privacidade que a blockchain oferece.

Com o KSI Blockchain implementado na rede do Governo da Estônia, torna-se impossível alterar dados, ou seja, a história não pode ser reescrita diferente do que já aconteceu e a autenticidade dos dados registrados pode ser comprovada através de cálculos matemáticos. O maior benefício disso é que ninguém, nem hackers e nem mesmo o próprio governo podem manipular dados.

O uso da Blockchain na Estônia

Sabemos que a blockchain só atingiu sua popularidade nos últimos anos, sendo considerada uma tecnologia recente. Mas a Estônia vem testando-a há muito tempo: desde 2008! E por volta de 2012, a blockchain já tem sido utilizada na Estônia nos seguintes meios:

  • Produção e registro de dados;

  • Saúde da população da Estônia;

  • Registros judiciais;

  • Registros legislativos;

  • Segurança dos sistemas e códigos comerciais.

E não para por aí: a ideia é estender a blockchain para usos na saúde pessoal, segurança cibernética e dados das embaixadas. Tudo isso já está sendo utilizado pela Estonia, do governo para seus cidadãos.

Criptomoeda da Estônia

Leitores, claro que este artigo é apenas um pouquinho do que a e-Estonia oferece. Saibam que é uma sociedade que já tem a blockchain como verdadeira e tudo o que escrevi aqui é apenas uma introdução para que vocês saibam que isso existe. Os serviços eletrônicos são completíssimos e funcionam! Indo desde a mobilidade da população até os registros médicos de cada cidadão.

Este cenário combina completamente com uma criptomoeda. Imagina que tudo o que for usado eletronicamente fosse pago com uma moeda da rede. Ou então, você cria sua empresa virtualmente na e-Estonia e paga os serviços e taxas através de uma criptomoeda? Esta ideia já existe e acredita-se que o nome da moeda seria ESTCOIN.

Agora digam-me: depois de tudo o que já conversamos no grupo do Telegram e tudo o que já postei por aqui no site, vocês também não acham que ter uma criptomoeda específica para uma sociedade virtual, não viabiliza ainda mais as transações e transferências de valores? Seria uma moeda realmente utilizada nesta sociedade, as pessoas precisariam dela e além disso, seria um ótimo atrativo para investidores, principalmente se lançada através de uma ICO. Veja o que é uma ICO aqui.

Infelizmente, ainda não temos informação o suficiente sobre as futuras moedas Estcoin, mas devemos ficar na torcida e antenados para quando forem lançadas com esse nome ou algum outro - se forem lançadas, né? Mas devemos admitir que o e-Estonia é demais! O que você achou?

Entre no grupo do Telegram e venha dar sua opinião sobre essa nação virtual que está crescendo a cada dia. Para quem não sabe, o grupo do Telegram funciona como o Whatsapp, só que de forma mais reservada e restrita. Estamos sempre debatendo sobre novidades, dúvidas e opiniões relacionados ao mundo cripto. Junte-se a nós clicando aqui ou na imagem abaixo.

#Blockchain #Altcoins

0 visualização

CNPJ: 37.932.004/0001-18

Rua Conceição, 233, sala 916. Centro.

Campinas, São Paulo - Brasil

contato@aprendersobrebitcoin.com