O que é a Função Hash na mineração e quais as melhores formas de lucrar com Bitcoin. Confira aqui!


Olá pessoal do Aprender Sobre Bitcoin! Hoje o texto é só um assunto um pouco mais técnico, relacionado à mineração de criptomoedas: vou tentar simplificar a explicação sobre o que é Hash e para que ele serve quando estamos minerando Bitcoins.

Antes de continuar, eu recomendo a leitura de alguns artigos antes, pois você precisará de um certo conhecimento em alguns termos para entender onde o hash se encaixa em tudo isso:

O que é a função Hash?

O Hash é uma função que aumenta a confiabilidade das transações e registros feitos na Blockchain. E quando dizemos que é uma “função”, é uma função mesmo, daquelas que a gente aprende na escola, sabe? Equações matemáticas e etc. Mas é claro que não é uma função simples do tipo f(x) = ax+b, a função hash é um algoritmo complicadíssimo de resolver, sendo necessário um supercomputador para fazer os cálculos. “Mas Pedro, que cálculos são esses?”. Se você leu o artigo “O que é Mineração?”, viu que este processo todo não é nada mais, nada menos do que deixar seu computador fazendo cálculo o dia inteiro e receber recompensas em Bitcoins por esta capacidade computacional.

A função hash é usada na mineração para fazer com que um enorme número de informações se transforme em uma sequência de números com um tamanho padrão utilizando o sistema de numeração hexadecimal.

O que é SHA-256?

Para criar um hash, é preciso usar um outro algoritmo duplo chamado de SHA-256 que dá origem a números aleatórios de 256 bits (32 bytes) de tamanho. SHA é uma abreviação do inglês para Algoritmo de Hash Seguro, que nada mais é que um conjunto de funções hash criptográficos. Para vocês terem noção do quão seguro é esta tecnologia, a mesma foi projetada sabe por quem? Pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos. Claro que não com uso para o Bitcoin, né! Mas para aquilo que seria útil para a segurança do país. Existem diversos algoritmos SHA, como o SHA-1 que foi trocado pelo SHA-2 e dentro do SHA-2, existem os SHA-224, SHA-256, SHA-384, SHA-512, SHA-512/224, SHA-512/256, onde cada número corresponde ao tamanho da sequência, em bits.

Qual é a importância da função hash na mineração de Bitcoins?

Cada transação feita dentro da rede de uma determinada criptomoeda deve ser validada e registrada em sua blockchain, isso para qualquer altcoin. Agora, nos restringindo apenas à moedas que possuem mineração do tipo Proof-of-work (PoW), podemos dizer que sempre que há um envio/ recebimento de valores ou informações na rede, o computador do minerador começa a fazer cálculos para transformar aqueles dados na sequência hexadecimal que mencionei lá em cima. Dependendo da capacidade de processamento do computador, este processo de validação pode ser concluído em pouco tempo ou horas! “Mas por que é tão difícil assim fazer uma continha de matemática?”.

É que não é só uma continha de + ou -, a sequência do hash precisa que os 17 primeiros números sejam zero. A probabilidade de conseguir este hash é muito, muito pequena, o que torna a mineração uma operação extremamente complexa. O benefício disso tudo é que a rede da moeda que utiliza o PoW é bastante segura, pois cada hash de um bloco depende do bloco anterior. Isso quer dizer que se alguém tentar modificar uma transação já registrada na Blockchain, o hash será modificado, sendo possível descobrir a fraude. Qualquer modificação iria impactar em toda a cadeia de blocos e todos os usuários e mineradores perceberiam a alteração, fazendo com que eles trabalhassem para manter a rede à prova de falhas.

A dificuldade na mineração de Bitcoins

Esta dificuldade em conseguir hashs válidos e a necessidade que as sequências tenham nos 17 primeiros algarismos o número zero, tem um porquê. Além de manter a rede segura contra modificações e manipulações de dados, uma mineração fácil acabaria afetando o preço do Bitcoin e já vou explicar o porquê.

Lembra de um texto que eu fiz, falando sobre a DigixDAO ser garantida por reservas de ouro? Se você não leu este artigo, dê uma lida, pois lá eu faço uma breve comparação do Bitcoin com o ouro, explicando o porquê desta moeda ser chamada de “Ouro Digital” o artigo é este: DigixDAO, uma criptomoeda garantida por ouro. Não é à toa que o processo de validação de transações e a conquista de recompensas se chama “Mineração”, pois o computador fica lá, tentando, tentando, procurando hashs, calculando, calculando até que... ele minera um bloco, valida-o com a sequência mágica de seu hash e recebe 12,5 Bitcoins de recompensa! Mas isso demora muito, é muito difícil e o minerador vai ganhando moedas de pouquinho em pouquinho.

“Pedro, mas qual a relação disso com o preço? ”. Porque se fosse fácil, muitos Bitcoins seriam minerados ao mesmo tempo, seria uma distribuição constante de 12,5 Bitcoins por mineradora, fazendo com que a quantidade de moedas em circulação fosse grande. E com muita oferta no mercado, o preço do ativo cai, pois o que faz seu preço subir é a escassez do produto e não a sobra. Isso é tão certo que a própria Blockchain do Bitcoin foi projetada para que as recompensas fossem cada vez mais difíceis de serem encontradas, estamos falando do Bitcoin Halvening, que explico sobre ele neste artigo.

Devo virar um minerador?

Depende. Depende de muitos fatores que devem ser levados em consideração, como:

  • A moeda a ser minerada;

  • Dificuldade e recompensa desse processo;

  • Preço da energia na sua localidade;

  • Preço para comprar e montar sua mineradora; etc.

Posso dizer que se você não tiver muita grana pra montar uma mineradora gigantesca com uma capacidade de processamento imensa, não adianta nem tentar minerar Bitcoin. Esquece! Hoje existem diversas “fazendas” de mineração de Bitcoins, onde uma pessoa, um grupo ou empresa se instala em um local onde a energia elétrica é barata e compra peças da máquina bem mais barata e então tomam conta de um complexo de computadores.

Se a sua intenção é conseguir lucro com Bitcoin, acredito que a mineração não é um bom caminho, exceto se você tiver dinheiro e conhecimento técnico o suficiente para competir com as fazendas de mineração. Por isso, vou dar algumas dicas e deixar alguns tutoriais caso você queira saber como enriquecer com Bitcoin.

Investindo a longo prazo

Comprar a moeda agora para esquecê-las na carteira e daqui a alguns anos, se beneficiar com a valorização do preço. Você pode comprar os Bitcoins em exchanges ou em mercados diretamente de um vendedor. Dica: aproveite agora que o Bitcoin está em baixa e não quando ele estiver com o preço lá no Espaço!

Exchanges brasileiras:

Mercado:

  • LocalBitcoins – compra e venda diretamente de uma outra pessoa. Funciona como um “Mercado Livre”.

Através de ETNs

Usando o Exchange Trade Note é possível obter lucros só com o índice de valorização do Bitcoin, ou seja, você não precisa propriamente comprar a moeda, apenas investir em sua valorização. É uma forma muito segura de investimento, pois não há o risco de roubarem ou perder sua moeda e você não fica tão exposto a volatilidade deste mercado. Fiz um passo a passo e tutorial completo sobre este assunto, pois é uma ótima forma de entrar nesse mercado. Para este trabalho, eu sempre indico a Dif Markets.

Fazendo trade com Bitcoin

O trading é um processo super conhecido no mundo cripto. Nós analisamos os gráficos e vemos os melhores pontos para comprar o Bitcoin e depois para vende-lo, conseguindo lucros de curto, médio e longo prazo. Isso se deve ao fato deste mercado ser super volátil, então a regra é comprar quando o preço está baixo e vende-lo quando está alto! Só que é um trabalho que depende de análise técnica e entender o que o gráfico quer nos dizer. Eu tenho experiência internacional no mercado financeiro, com mais de 20 anos neste setor, então para mim fica fácil fazer essa análise. Para quem ainda é iniciante, pode começar a aprender sobre análise técnica com esses artigos que tenho feito aos poucos para vocês:

E se você ainda não sabe como fazer sua própria análise técnica, não tem problema, pois eu já faço meu próprio trading e disponibilizei este serviço gratuitamente no Clube To The Moon, que é meu clube de investimentos e trading de criptomoedas. Aproveita que é grátis por tempo indeterminado e dê uma olhada e comece a fazer o dinheiro virar mais dinheiro agora mesmo! Clique aqui: Clube To The Moon.

Ficou com alguma dúvida sobre esse negócio de Hash, SHA-256 ou qual a melhor forma de lucrar com Bitcoin? Então venha conversar conosco no grupo do Telegram, onde sempre estamos debatendo todo tipo de informação do mundo cripto. Junte-se a nós clicando aqui ou na imagem abaixo! ;)

#mineração

0 visualização

CNPJ: 37.932.004/0001-18

Rua Conceição, 233, sala 916. Centro.

Campinas, São Paulo - Brasil

contato@aprendersobrebitcoin.com