Block.io uma wallet multimoedas para você! Tutorial e passo a passo


Quem me acompanha aqui no site e lá no grupo do Telegram, sabe que eu vivo repetindo a história das wallets e o perigo que é deixar suas criptomoedas em sites de bolsas e exchanges por aí (na verdade, acho até que meus leitores estão cansados de ler isso), mas: uma carteira cripto que você seja o único dono das chaves privadas, é a melhor maneira de guardar moedas digitais. Caso contrário, você pode acabar se tornando uma vítima do cemitério de criptomoedas.

Se você não tá entendendo nada do que eu tô falando, então melhor dar uma lida no que é uma wallet e nos dois tipos que existem: as que são online, e as que são em (hardware, off-line). Hoje eu passo o tutorial de uma outra opção de carteira (pra vocês nunca falarem que eu não dei escolhas, hein?!), estou me referindo à Block.io, que suporta Bitcoin, Doge e Litecoin!

Funcionalidades da Block.io

  • Após criar sua conta na Block.io, você poderá utilizar a plataformas apenas como wallet, armazenando e enviando as criptomoedas compatíveis;

  • Você também poderá utilizar a Block.io em aplicativos, pois é possível construir sua própria carteira, com atalhos, sistemas de votação e etc. Basta usar o API da Block.io, que é como se fosse um pequeno programa para criar compatibilidade com aquilo que você quiser! Se você quiser saber mais sobre isso, pode ver uma página com passo a passo sobre o API da Block.io. Clique aqui para acessar (só que está em inglês).

  • Dá para utilizar a Block.io no seu estabelecimento para aceitar pagamentos. É muito fácil criar endereços para receber em criptomoedas e você ainda consegue checar todas as movimentações e saldos sempre que quiser.

Como criar uma wallet na Block.io?

1. Vá até o site da Block.io;

2. Veja que já na primeira página, haverá um campo para colocar e-mail e senha. Para criar a carteira, basta fazer exatamente isso que acabei de dizer: colocar o seu e-mail e fazer uma senha bem forte (lembre-se que criptoativo vale dinheiro, então crie uma boa senha mesmo!);

3. Um e-mail será enviado para confirmar seu cadastro. Não é preciso nenhum tipo de verificação, o e-mail só contém informações sobre seu PIN e frase de backup, que falaremos daqui a pouco;

4. Faça login no Block.io com o e-mail e senha que você criou;

5. Assim que você entrar na plataforma, será solicitada a criação de um PIN, que deve ter pelo menos 8 caracteres e conter apenas letras e números. Atenção aqui: anote esse PIN em um local seguro, de preferência em um papel e guarde-o bem!;

6. Depois de criar, anotar e submeter seu PIN, um Mnemonic será gerado. "Um Mne o quê?" Um Mnemonic! É a famosa "seed", "semente" das wallets: uma frase com palavras aleatórias que serve para restaurar sua wallet. Anote o Mnemonic em um papel e mantenha-o em segurança. Você leu o artigo sobre o cemitério de criptomoedas? Ficou com medo? Não? Então leia de novo! Se você perder seu acesso ao PIN ou ao Mnemonic, game over! Acabou! Você não vai conseguir recuperar suas criptomoedas. "Ai, Pedro! Mas aí eu entro em contato com o suporte da Block.io e peço para eles fazerem a restauração da minha conta!". Então, querido leitor... puxa a cadeirinha e senta aqui do lado do tio Pedro que eu vou te explicar um negócio. Não só com a Block.io, mas com todas as wallets que você cria: a plataforma onde a wallet foi desenvolvida não tem acesso às suas chaves privadas, ou seja, não consegue atingir suas criptomoedas. A única pessoa que pode fazer isso, é você! A Block.io não conhece seu PIN, nem seu Mnemonic, muito menos uma forma de resgatar seus ativos. O que eles fazem é oferecer o serviço para que você seja dono da sua própria wallet e que seja responsável por elas. Somente você poderá transferir suas criptos, somente você poderá fazer qualquer tipo de transação com elas.

7. Depois de anotar tudo o que for relacionado à segurança da sua conta, você poderá usar a wallet normalmente. Veja que na tela principal você tem a opção de navegar na carteira do Bitcoin, Doge ou Litecoin. Para nosso passo a passo, usarei a Dogecoin como exemplo;

8. Veja que o endereço da sua carteira é esse código alfanumérico que fica aparecendo como "default". Na linha onde o endereço aparece, você tem alguns ícones, onde você consegue ver todo o histórico de transações daquele endereço e o QR Code.

Como receber e enviar criptomoedas?

Muito simples, muito simples! Para receber ou enviar criptomoedas usando a Block.io, basta seguir o tutorial abaixo.

RECEBER

Para receber Doge em sua carteira, você só precisa compartilhar o endereço ou o QR Code dela. As pessoas farão os pagamentos ali ou você pode transferir de alguma exchange, por exemplo, diretamente para esse endereço. Em alguns minutos, as criptomoedas vão aparecer em sua conta. Veja que o campo "Pending Rec'd" é referente a quantidade que está pendente de cair em seu endereço. E não se esqueça que para essa wallet DogeCoin, você só pode receber DogeCoin. Transferir moedas de outras redes não dá certo, fazendo você perder tudo para quem? Ele! O cemitério!

ENVIAR

1. Agora, para enviar, você precisa clicar ali naquele ícone verde, que parece um aviãozinho de papel. Veja que acima, onde está escrito "Balance" é a quantidade de criptomoedas que você tem na carteira;

2. Depois é só digitar o endereço da wallet pra onde você quer enviar as moedas e pronto! Aguarde algum tempo até seus ativos serem transferidos. Mas não se esqueça: só mande DogeCoin para um endereço DogeCoin. Bitcoin, para uma wallet Bitcoin e assim por diante.

Ficou com alguma dúvida? Então entre em contato: basta se juntar ao grupo do Telegram e me chamar! Estamos sempre debatendo todo o tipo de tema relacionado a criptomoeda, sem contar que é um ótimo lugar para aprender e ficar por dentro de tudo o que rola no Universo das moedas virtuais. Para se juntar a nós, é só clicar na imagem abaixo ;)

#wallet

0 visualização

Escolha a forma de pagamento mais conveniente e clique no botão.