Tipos de trader: scalp, position, swing e day trade: qual perfil escolher?


Já falamos aqui sobre ser investidor ou trader e também quais são as principais diferenças entre essas duas modalidades de atuação. Mas quando olhamos só para o trader, existem vários perfis diferentes, conhecidos como scalp, day trade, position e swing trade. “Nossa, Pedro! Já estava achando difícil ser só trader, quem dirá ser tudo isso!”. Calma! No post de hoje eu vou descomplicar essas palavras esquisitas e explicar o que cada tipo de trader faz.

Position trader

Esta modalidade recebe o nome de “position” exatamente porque o trader fica em sua posição por muito tempo, que varia de meses a anos. O position não é nada além de um investidor e como sua posição se mantém por muito tempo, nesta modalidade o trader não é aquele figurão que fica atrás do computador o dia todo usando várias ferramentas e avisos sobre cada candle plotado no gráfico. O Position Trader faz uma análise técnica sim, ele olha o histórico e usa as informações coletadas no gráfico, porém, sempre olhando também para a análise fundamental do ativo no qual ele pensa em investir. Aqui eu tenho um post explicando rapidamente o que é análise técnica e análise fundamental.

Além disso, não é só comprar uma criptomoeda e sentar no sofá esperando sua valorização daqui 10 anos: o trader tem que conhecer o mercado, tem que conhecer os ativos que serão escolhidos para investimento. Acredito que aqui caberia um post que escrevi sobre “Como montar uma carteira de criptomoedas a longo prazo”, que é basicamente um post para Position. Você deve conhecer os diferentes tipos de moeda, como os tokens de utilidade, de anonimato, os que não possuem outra função a não ser moeda de troca, etc. Se você se interessa pelo Position, é uma boa prática ler este texto. De qualquer forma, vale lembrar que o Position Trader também pode usar técnicas de curto e médio prazo para atingir seus objetivos.

Swing trader

O swing trader vai ser um pouco mais rápido nos investimentos que decide fazer, então ele mantém sua posição em prazos que podem durar de dias até algumas semanas, mas não fica tanto tempo no mesmo cenário não, pois a intenção é pegar movimentações no mercado de curto prazo. Nesta modalidade o swing trader se baseia mais nas análises técnicas do que na fundamental e requer muito, muito conhecimento de mercado para fazer suas negociações. Como na maioria das vezes as posições são mantidas de 1 a 4 dias (é a média, ok pessoal? Não é regra!), o trader não precisa ficar na frente do computador ou smartphone o tempo todo, porém, é preciso um monitoramento maior do que o position trader, por exemplo.

Day Trade

“Day”, em inglês significa “Dia” e é exatamente isso que o trader faz nesta modalidade: movimentações no mesmo dia. O trader chega a fazer umas 5 ou 7 operações no mesmo dia, sempre observando - nem que só alguns minutinhos - os gráficos em determinados períodos. Nesta modalidade, o trader pode obter resultados diferentes da tendência do ativo que está investindo, por exemplo: o Bitcoin está em queda, com o gráfico visivelmente apontado para a baixa. Porém, existem oscilações durante o dia que levam os preços para cima, mas que acaba não afetando a tendência do ativo no final das contas.

Para o day trade, existem diversas análises e ferramentas que os profissionais costumam usar. Já falei sobre várias delas aqui nos posts de análise técnica, mas vou comentar algumas:

Scalping trade

Agora sim, este é o cara que fica atrás do computador o dia inteiro! Cada minuto, cada segundo é decisivo para ter uma negociação vencedora. O Scalping trading é uma modalidade que requer muita concentração, estudo e principalmente precisão em cada ordem de compra ou venda colocada na exchange. Os preços oscilam o tempo todo e muito, então o trader faz de pouquinho em pouquinho, lucros gigantescos só repetindo a mesma operação o dia todo. Porém, basta 2 ou 3 análises feitas de forma incorreta para que a falha acabe com todos os lucros - e às vezes, até com a fortuna toda! Por isso o scalp tem que ter muita precisão. Geralmente, várias ferramentas e serviços automatizados ajudam o trader a prestar atenção nas oportunidades que vão surgindo, mas mesmo assim, é árduo. Muita gente acredita que o scalping é a forma que mais dá dinheiro no trade, mas não é verdade, pois existem mesmo muito mais negociações nesta modalidade, mas com ganhos bem, bem, beeeem menores que o position trading, por exemplo. Por outro lado, devemos perceber que uma falha também pode ser bem menor do que uma falha no day trade.

A melhor dica para um scalp trader é colocar uma meta diária de lucros e parar após atingi-la, pois a ganância pode te levar à ruínas só porque você quis exceder um pouco mais seus ganhos. Então fique sempre ligado!

Que tipo de trader você é? Conte para nós lá no grupo do Telegram o lado bom e ruim da sua modalidade de negociação. E se você quer ingressar no mundo cripto visando obter lucros, acesse o Clube to the Moon para ver minhas ideias de trading e acompanhar minha própria carteira de investimentos. E lembre-se: qualquer dúvida que surgir, é só clicar aqui para ingressar lá no Telegram e conversar diretamente comigo. Junte-se a nós e seja muito bem vindo(a)!

#análisetécnica

807 visualizações

Escolha a forma de pagamento mais conveniente e clique no botão.