O Manual da Arbitragem para iniciantes - Parte II, fazendo a venda ao mesmo tempo da compra

Atualizado: 31 de Dez de 2019


Olá, queridos leitores! Este post é continuação do "O Manual da Arbitragem de Criptomoedas - Parte I, fazendo a compra". Na parte I deste manual, eu dei uma breve introdução de como a arbitragem com criptomoedas funciona e também mostrei como fazer a compra dos Bitcoins na Exchange 1, que usamos a Braziliex de exemplo. Agora, vou mostrar como fazer a venda na Exchange 2, que usaremos a Bitcointrade. Relembrando: as duas operações (compra e a venda) devem acontecer simultaneamente, bem ao mesmo tempo! Para que isso ocorra, você deve sempre pegar as ordens prontas dos livros de compra e venda, ou seja, colocar uma ordem ativa, que será executada instantaneamente. Se você ainda não sabe qual a diferença de uma ordem ativa ou passiva, leia este post: Tipos de ordem de compra e venda de criptomoedas.

Como fazer a venda dos meus Bitcoins na arbitragem?

Bom, vimos lá no primeiro post que vamos fazer arbitragem com dois Bitcoins: 1 BTC comprado na Braziliex e 1 BTC depositado na Bitcointrade. Também vimos que pagamos R$ 13.559,36 para comprar 0,99499999 BTC. Usando o mesmo cenário do post anterior, agora temos as ordens de compra ali no livro verde.

O que significa esse livro?

Cada linha do livro é uma pessoa que quer comprar uma determinada quantidade de Bitcoins por um determinado preço. Traduzindo: a linha 1 é uma pessoa que fala assim: "Oi, meu nome é Fulano e eu quero comprar 5 Bitcoins por R$ 13.998,00". Já a segunda linha é outra pessoa que diz: "Gente, preciso de 0,2 BTC mas pago até R$ 13.996,95!". Se você tem 1 BTC na Bitcointrade e este é o cenário de compra, então você pode colocar uma ordem ativa para vender para o primeiro comprador, mas tem aquele esquema das quantidades que eu disse no post anterior, lembra? Você vai vender 1 BTC, mas o primeiro comprador só quer 0,5 BTC! Então ao colocar a ordem ativa, a Exchange vai executar as melhores ordens para você, ficando desta forma:

  • 0,5 BTC vendidos por R$ 13.998,00 ao comprador 1. Você recebe: R$ 6.999,00;

  • 0,35063171 BTC vendidos por R$ 13.996,95 para o segundo. Você recebe: R$ 4.907,77;

  • 0,1493829 BTC vendidos por R$ 13.991,25 para o 3. Você recebe R$ 2.090,05.

Desta forma, na venda do seu 1 BTC você recebe R$ 13.996,82. Mas lembre-se que existe a taxa de execução de ordem! Na Bitcointrade, para executar uma ordem ativa (que é o tipo de ordem necessário para arbitragem) o preço é 0,50% do valor da compra ou venda. Então no total você recebe R$ 13.926,84. Não se esqueça que enquanto você está fazendo essa operação, você também está fazendo a compra de Bitcoins lá na outra exchange, ao mesmo tempo.

Dicas para não errar na arbitragem

Sempre fique atento às taxas cobradas pela exchange onde você fará a venda dos seus Bitcoins. As taxas que você paga na compra e venda de criptomoedas são altas e por isso, podem atrapalhar todo o seu esquema de arbitragem: onde você acha que vai lucrar, pode acabar saindo no prejuízo! Como estamos usando a Bitcointrade como exemplo aqui no manual para fazer a venda, vou colocar as taxas aplicáveis aqui.

  • Fazer o depósito de Bitcoin para poder vendê-lo na exchange: sem custo;

  • Executar ordem ativa de venda: 0,50% do montante que você está transacionando;

  • Bom, depois que você vende os Bitcoins, você deixa de tê-los na sua conta da exchange e passa a possuir Reais. Deixar esses Reais na plataforma não vai servir para nada além de comprar outras moedas na exchange. Mas como o foco aqui é a arbitragem, você vai ter que sacar esse dinheiro e mandar para sua conta do banco. O saque em BRL na Bitcointrade tem uma taxa fixa de R$ 4,90 + 0,99% do dinheiro que você vai sacar. Ou seja, daqueles R$ 13.926,84, você receberá na sua conta do banco, R$ 13.784,06.

Vale a pena fazer arbitragem?

Vale a pena se a diferença de preço de compra e venda entre as exchanges for o suficiente para pagar as taxas de toda a operação e ainda lhe dar lucros. Uma coisa muito boa da arbitragem é que sua prática não traz risco algum para seu dinheiro, desde que sejam observados os valores, as taxas e a execução da ordem em dois mercados diferentes ao mesmo tempo. No mundo cripto atual, sabemos da volatilidade de preços e também é de nosso conhecimento que muitos traders já perderam fortunas, por isso, a arbitragem é algo que sempre está no radar de quem quer lucrar com altcoins, pois não há riscos!

Por outro lado, o cenário ideal para arbitragem é algo muito difícil de acontecer, pois o preço do Bitcoin (ou qualquer outra altcoin) de uma Exchange para a outra, tem que oscilar muito, oferecendo um spread grande.

"Ah, Pedro! Mas por que você diz que existir condições para a arbitragem é difícil?".

Pensa comigo: o MESMO ativo tem que ter preços muito distintos em duas plataformas diferentes. Na Exchange 1, vai ter gente querendo vender Bitcoins mais BARATO do que as pessoas querem pagar na Exchange 2. Você já viu isso? Ir na feira comprar tomates e oferecer R$ 2 e o vendedor falar "Ah, não! R$ 1 tá bom!". Por isso é que existe uma dificuldade na arbitragem, mas quando a oportunidade aparece, deve ser aproveitada, porque não existe perda de dinheiro na operação.

Ficou claro como funciona a arbitragem? Se você tem ainda alguma dúvida, envie sua pergunta lá no grupo do Telegram, pois vou pegar todas as perguntas que rolaram lá no Telegram e vou fazer a parte III deste post apenas com as dúvidas de vocês! Aproveitem a chance! Se você ainda não faz parte do Telegram, junte-se a nós clicando aqui ou na imagem abaixo! Este é um grupo exclusivo para conversarmos sobre tudo o que seja relacionado ao mundo cripto! Não perca tempo e venha já conversar com a gente e aprender ainda mais sobre Bitcoin e todas as outras altcoins! Bem vindo! ;)

#arbitragem

260 visualizações

Escolha a forma de pagamento mais conveniente e clique no botão.